O canal do youtube Treasures & Travels tem muitas dicas de make, diy, receitinhas e penteados para alegrar seu feriado, E nada melhor do que aprender a fazer um lindo e charmoso french roll nos cabelos em apenas 60 segundos! Pra dar play e botar em prática já!

Penteado sem mistério!

Estilistas e designers do mundo inteiro costumam cavar em seus dicionários as palavras que podem resumir um pouco de sua coleção e a atitude onde buscou inspiração pra moldá-la. Do infame e criativo Jeremy Scott à tradicional família Missoni as palavras fazem a vez de estampas em t-shirts e vestidos, ora estilizadas, ora como o foco do look. Talvez o mais conhecido e procurado da estação tenha sido Alexander Wang com a pegada sport-urbano.

woword

 

No nosso inverno Sweet Chelsea a inspiração na Londres dos anos 60 não poderia deixar de fazer menção às bandas e músicas que faziam a cabeça das Chelsea Girls, que ditavam as tendências da época.

UORDAP

 

As tees são o principal alvo da tendência Word Up – Use com saias estampadas, calças jeans ou com cores lisas pra dar destaque às palavras. Essas e outras blusas estão nas lojas e na dress to shop ;)

A Moda das Tribos

22.04.2014

O termo “tribo” usado na moda geralmente se refere aos grupos de frequentadores de fashion weeks ou de nichos de estilos como rockers, clubbers e outros. Entrando em um outro nível, lá na Austrália acontece o Indigenous Fashion Week, que em 2015 será incorporado na principal semana de moda por lá, a MBFWA – que a gente mostrou aqui. A fashion week celebra a grande diversidade de tribos pelo país, como as das ilhas Tiwii e ilhas Torres Strait.

ifs

A fashion week foi criada por Krystal Perkins, empresária do ramo e neta do ativista dos direitos dos aborígenes, Charles Perkins – O evento ainda é abraçado pela top australiana Samantha Harris, descendente de aborígenes. O AIFW é também uma plataforma de mentores para os designers aborígenes e visa também encorajar o desenvolvimento desse mercado e da linha de produção “indigenous-made”. O AIFW traz também técnicas desses povos como estamparia, trabalho com seda, penas, bordados…e vale dizer que usando essa tradicional e antiga metodologia dos cuidados dos recursos da natureza as peças se tornam sustentáveis.

ifs22

Os desfiles e a iniciativa foram super elogiados mas todos tem a real noção de que se os desenhos não seguirem as tendências vigentes, o mercado não vai sobreviver – então ainda não se sabe o futuro desses designers, mas esperamos que seja super promissor. Lá nos anos 60, essas tribos e diferentes etnias do mundo se transformaram em grandes inspirações e suas peças eram must have da época entre as gipsetters – que já contamos um pouco aqui.

etnico

Na Dress, as estampas, rendas, shapes, franjas e outros detalhes em acessórios são inspirados nessas gipsetters que sempre tiveram um incrível olhar e respeito pelas diferentes culturas. Essas e outras peças must have já estão nas lojas e na dress to shop. Vem ;) 

Camilla Barnard é uma artista inglesa especialista em esculturas em madeira. No currículo Camilla coleciona parcerias de sucesso com marcas como Anthropologie e Paul Smith e o resultado desse trabalho manual minucioso é pra lá de inacreditável! Para apreciar cada mínimo detalhe!

camilla-barnard-dress

Você encontra mais das criações de Camilla Barnard no site da artista aqui.